Dia Internacional da/o Profissional de Secretariado: mais que um dia de festa, um dia de luta


Hoje, dia 25, a última quarta-feira da semana cheia de abril, é considerado o Dia Internacional da/o Profissional de Secretariado. E estou feliz por fazer parte do grupo profissional dessa área que é tão linda.

Ao tempo em que me alegro com mais um ano de comemoração pela existência do secretariado em nível internacional, mantenho-me reflexivo acerca de alguns paradigmas que ainda tentam nos inferiorizar profissionalmente. Reflito sobre eles constantemente, para não cair no erro de deixar passar e/ou me silenciar perante ao cenário atual. 

Vários avanços aconteceram nos últimos anos, vejo várias/os profissionais de secretariado ocupando cargos e postos não imaginados no século passado, vejo secretárias/os sendo gestoras/es e ocupando cargos de direção. Quando me proponho a refletir sobre nosso campo de atuação, idealizo e defendo que essas vagas de gestão sejam possibilidades concretas para todas/os as/os profissionais que se identificam com elas, sem distinção de nenhum tipo. 

Hoje, reafirmo meu compromisso como docente em secretariado e pesquisador da área. Por vezes, fugi dele, tentei buscar novas áreas de atuação, formar-me em outros ramos e estudar outros campos científicos. Foi só quando eu entendi que o secretariado é minha área de formação e que eu o amo, é que percebi que eu tinha um compromisso junto a ele. Não dá para virar as costas, pelo contrário, é preciso enfrentar a realidade e buscar construir novos cenários positivos e manter o que tem obtido resultados favoráveis. Somos secretárias/os e precisamos assumir nosso compromisso junto à profissão. Precisamos!

Parabenizo a todas/os as/os profissionais de secretariado do Brasil e do mundo pelo dia de hoje e reafirmo o meu convite de irmos à luta. Vamos juntos reinventar o secretariado, baseados nos princípios de amor, excelência profissional, desconstrução de paradigmas negativos, construção de novos paradigmas e reafirmação dos positivos, que já detemos e que muitos tentam silenciar, e na construção de uma assessoria humanizada, baseada no respeito mútuo, na prestação de serviços de excelência e no servir. 

Parabéns!!!

Comentários

  1. Parabéns para nós!

    Há alguns anos atrás, quando se falava em secretariado, logo vinha à mente aquela moça bonita e elegante, com um café quentinho na mão.
    Hoje, não temos apenas o universo corporativo como palco.
    Somos docentes, gestores, secretários (as) remotos (as) e por ai vai.
    Sobre os paradigmas, nós mesmo, por vezes, nos inferiorizamos, como se a nossa formação acadêmica ficasse a dever para outras áreas.
    Que a excelência seja sempre a nossa meta!

    Um abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Compartilhe conosco a sua opinião.

Postagens mais visitadas deste blog

Desventuras em série: sobre o Decreto nº 9262/2018 que extingue cargos e veta concursos

Para uma concepção crítica das técnicas secretariais: quando o exercício profissional vai além das rotinas administrativas

Secretariado X Assessoria: uma breve reflexão sobre a nomenclatura da profissão