Para além do secretariado: os novos rumos da assessoria no século XXI


Desde muito cedo eu sabia que queria ser secretário executivo. Lembro da época em que trabalhei como menor aprendiz na Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, onde atuava com duas secretárias, Mônica e Graça. Elas eram incríveis, sabiam de tudo e dominavam o setor. O superintendente chefe, para mim, não passava de um coadjuvante, as protagonistas eram elas. Sem elas o setor parava, era incrível aquilo.

Elas foram minha primeira referência. Depois disso, descobri que no DF havia alguns cursos superiores de Secretariado Executivo, sabia que era isso o que eu faria. Tinha plena certeza. Fiz então meu curso, na antiga Faculdade Jesus Maria José, lá conheci a docência. Imagina, foi amor a primeira vista. Descobri o que queria para a vida: ser docente no secretariado. Cá estou: professor e coordenador de um curso Superior de Tecnologia em Secretariado. Amo o que faço e me sinto extremamente realizado. 

Como docente, sempre tento oportunizar aos meus alunos reflexões que vão além do óbvio. Tento sempre trazer os conteúdos para os dias atuais, como estão sendo aplicados, de que modo foram transformados e, assim, busco propiciar um ambiente fecundo à crítica, à emancipação profissional e à atuação estratégica, humanizada e consciente. Não é só fazer por fazer, é fazer, refletir, voltar a fazer e voltar a refletir. É o que muitos teóricos chamam de reflexão. Já não há espaço para profissionais automáticos, é preciso ser acima de tudo humano. 

Pensar educação em secretariado é pensar em uma formação ampla que permita tanto o desenvolvimento de habilidades técnicas, como habilidades interacionais, atitudinais e relacionais. Vejo infinitas instituições que focam na formação técnica e esquecem de outras áreas, ou simplesmente ignoram mesmo. Precisamos, URGENTEMENTE, repensar a formação de nossas/os discentes. Já não dá para ofertarmos uma educação do século XX no século XXI. As coisas mudaram e é preciso que a formação também mude. 

Pensando nisso, farei uma série de postagens com algumas reflexões sobre a profissão de secretariado: formação e atuação; novas competências; habilidades para o século XXI; nomenclatura e preconceitos; a mulher secretária; o homem secretário; análise crítica sobre as técnicas secretariais e por aí vai. A ideia é criar um ambiente de diálogo que fuja um pouco do que já temos, repensando de forma crítica, filosófica e teórica alguns aspectos da profissão. Não somos uma ciência e não precisamos ser uma para construirmos debates mais elaborados. Precisamos de debates que fujam do óbvio e que vão além do senso comum. A profissão evoluiu e precisamos evoluir nossas atuações e nossas percepções sobre ela. 

Nessa série de textos, trarei algumas ideias para pensarmos juntos, além disso tentarei sempre deixar alguma indagação para refletirmos sobre. Para que a coisa funcione, conto, gentilmente, com a ajuda de vocês para enriquecermos o debate.

Será lançado um novo texto toda semana, sempre às sextas-feiras, para que assim possamos prosear no fim de semana.

No mais, vamos que vamos.
Já dizia Buzz: "Ao infinito... e além!"

Abraços fraternos, 


Jefferson Sampaio 

Comentários

  1. Muito obrigada!
    Tenho certeza que seus textos me servirão de inspiração, além da experiência intelectual que irei adquirir com a leitura. Também sou uma apaixonada pela docência, porém muito crua e inexperiente. Me formei em Secretariado Executivo em dezembro de 2017 e iniciei os estudos em Docência do Ensino Profissional e Superior semana passada. Neste momento, estou sedenta de informações e inspiração para dar segmento ao meu sonho.
    Parabéns pela iniciativa.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ale,
      Que alegria senti agora em saber que você deseja ser docente. É uma atuação tão linda, vai amar muito. Caso queria conversar ou trocar figurinhas, estou sempre por aqui, pode me chamar no meu email também jeffersonsamoura@gmail.com
      Abraços fraternos e conte comigo.

      Excluir

Postar um comentário

Compartilhe conosco a sua opinião.

Postagens mais visitadas deste blog

Desventuras em série: sobre o Decreto nº 9262/2018 que extingue cargos e veta concursos

Para uma concepção crítica das técnicas secretariais: quando o exercício profissional vai além das rotinas administrativas

Secretariado X Assessoria: uma breve reflexão sobre a nomenclatura da profissão