Sobre a parede amarela


Por Roberto Lima

Os riscos na parede pareciam gritar
"Os dias precisam mudar"
Tudo muda
Muda que cresce
Cresce
Expande
Glorifica o novo
Anuncia!
A novidade nem sempre é nova
Mas o novo, sim
Esse é novidade
Novidade de outros tempos
Novas alegrias
Novos amores
Amores por si mesmo
Amores por outros
Amores por momentos
Amores
[...]
Ali havia um quadro
Borboletas haviam dentro dele
Voaram
Voaram para longe
Foram buscar o novo não aceitado
Como se desprender?
Gritava dia e noite
Elas nada falavam, somente se foram
Desprender-se é o grande desafio
Demorei a desprender!
Amava o som doce da voz da mesmice
O sorriso amável que me direcionava
O olhar desconfiado e medíocre
Entradas no cabelo
Nariz afilado, como de uma raposa
[...]
As borboletas voltaram
Sopraram ventos diferentes
Trouxeram algo novo
Uma novidade
Única
Para mim
Somente para mim
Unicamente para mim
Inquestionavelmente para mim
Precisava, eu, de uma rachadura
Rachar o fechado
Rachar o cômodo
Aquele quadro
Derribar tudo
[...]
As marcas, não apago
Admiro
São memórias de dias memoráveis
Já fazem parte de mim
Do lar
Da parede
Compõem perfeitamente, a parede amarela
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desventuras em série: sobre o Decreto nº 9262/2018 que extingue cargos e veta concursos

Para uma concepção crítica das técnicas secretariais: quando o exercício profissional vai além das rotinas administrativas

Secretariado X Assessoria: uma breve reflexão sobre a nomenclatura da profissão