Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

Baladinha top hetero: uma experiência antropológica.

Imagem
Por Jennifer De Carvalho Medeiros e Jefferson Sampaio

Fizemos o inusitado, entramos em uma baladinha TOP, em Taguatinga, e foi muito divertido.Queríamos dançar e procuramos então um lugar para entrar. Eram várias casas de show, uma ao lado da outra. Preços variados para entrar e filas enormes. Então, encontramos uma que era acessível o preço e não tinha fila. Entramos.Foi inevitável observar algumas coisas.
...
Dançamos muito, muito mesmo. Não estávamos ali para fazer tipinho ou seduzir alguém, estávamos ali para se divertir. Assim fizemos.
...
Vimos tantas pessoas estereotipadas esvaziadas de si mesmas (mais de 80% das pessoas lá dentro), que vendem uma imagem tão frágil quanto o nível da sua exposição, que se isolam, se exibem e se agridem.
Vimos mulheres em constante oferta do corpo e aparentando que estavam sempre à disposição do sexo oposto, que por sua vez se mostra viril sendo arrogante, prepotente e imaturo.
Nós dançávamos loucamente enquanto as outras pessoas ficavam recatadas, num …